Prejuízo com a paralisação dos Caminhoneiros supera 30 milhões de reais para o agronegócio em Jaíba

A paralisação e fechamento de rodovias pelos caminhoneiros em todo Brasil, tem tido impacto direto no setor de agronegócio do Município de Jaíba. Estima-se que o setor produtivo tenha gerado faturamento em torno de 1 bilhão de reais em negócios em 2017, no Projeto Jaíba e áreas produtoras do Município. Com a paralisação, os produtores já amargam um prejuízo que supera os 30 milhões de reais. A principal atividade econômica do Município se concentra na produção de hortifrutigranjeiros, que se perde por falta de escoamento.

Dezenas de caminhões carregados com mamão, melancia, cebola e banana, apodrecem parados em postos de combustível, sem chegarem ao consumidor, o que gera prejuízos. Enquanto isso, produtores sem nenhum poder de reação assistem a sua produção apodrecer nas roças, sem ter como colher. Os Pequenos irrigantes do Projeto Jaíba são os primeiros a sentirem os efeitos da paralisação, com menor estrutura e poder financeiro sabe que não terão forças para recuperarem o Prejuízo. O Produtor Antonio Carlos de Oliveira desabafa, tenho 500 caixas de banana apodrecendo na roça, são 15 mil reais, quem paga a minha conta?

Jornalista - Antônio Carlos

Pin It