Painel de Recados

« Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 Proxima »

JIMMY NÃO DESISTE E VAI TENTAR REAVER CARGO 

Data: 07/01/2014 

Prefeito cassado diz não representar risco para investigação e quer reassumir comando do município

 

Se depender do único prefeito cassado na história de Jaíba, o empresário do ramo de distribuição de combustíveis Jimmy Murça (PCdoB), a crise política que paralisa o município há cerca de oito meses vai fazer seu primeiro aniversário antes de chegar ao final. Murça vai recorrer novamente ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), na próxima semana, com mandado de segurança em que pede a anulação das medidas cautelares que o mantém fora do cargo pelo período de seis meses.

 

O ex-prefeito nega agir apenas com o objetivo de jogar mais gasolina no calor da crise ou para tumultuar o início da gestão do atual prefeito, Enoch Lima, com quem está rompido por suspeitar de teria contribuído para a perda do seu mandato, por meio de suposto acordo com os vereadores de oposição para levar adiante o processo que culminou com o seu impeachment.

Ao espalhar pelo município a notícia de que seu retorno ao cargo é iminente, Jimmy tentaria manobra para desestimular as alianças e acordos que vão garantir a governabilidade do município pelo seu sucessor e agora desafeto Enoch Lima. "A maior parte da população já percebeu que a minha saída representou quebra na continuidade da boa gestão que estávamos realizando e quer o nosso retorno", diz o prefeito cassado.

Nada menos que três prefeitos passaram pelo cargo desde o afastamento de Jimmy, cassado pela Câmara de Vereadores em 22 de novembro do ano passado. Além do vice Enoch Vinicius Campos de Lima (PDT), que assumiu o cargo e também foi afastado por medida judicial, o município de Jaíba esteve sob o comando provisório do presidente da Câmara, vereador Júnior Leonir Magalhães Freitas, o Júnior da Maqtel (PSDB). 

Ainda fora do poder, o ex-prefeito Jimmy Murça recorreu ao mesmo TJMG, onde o desembargador-relator do caso, Edgard Penna Amorim, determinou o seu retorno ao cargo de prefeito de Jaíba, após 8ª turma daquela corte anular a sessão extraordinária que votou o relatório do seu impeachment. Jimmy Murça, que chegou a ser detido pela Polícia Federal, há um mês, durante a "Operação Agosto", não conseguiu retomar a cadeira de prefeito por que tem contra si sentença expedida pela então titular da Comarca de Manga, a juíza Roberta Alcântara. 

Na esteira da "Operação Agosto", o próprio Jimmy e o então prefeito em exercício, o vice Enoch Lima, foram afastados de suas funções em caráter cautelar pelo prazo de 180 dias. Após recorrer ao judiciário, o vice Enoch Lima conseguiu reverter os efeitos da medida cautelar que determinou o seu afastamento e voltou a assumir a cadeira de prefeito na véspera do Natal.

Jimmy nega aliança com os irmãos Araújo

Fonte: http://www.luisclaudioguedes.com.br/


Prefeito cassado diz não representar risco para investigação e quer reassumir comando do município

 

Se depender do único prefeito cassado na história de Jaíba, o empresário do ramo de distribuição de combustíveis Jimmy Murça (PCdoB), a crise política que paralisa o município há cerca de oito meses vai fazer seu primeiro aniversário antes de chegar ao final. Murça vai recorrer novamente ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), na próxima semana, com mandado de segurança em que pede a anulação das medidas cautelares que o mantém fora do cargo pelo período de seis meses.

 

O ex-prefeito nega agir apenas com o objetivo de jogar mais gasolina no calor da crise ou para tumultuar o início da gestão do atual prefeito, Enoch Lima, com quem está rompido por suspeitar de teria contribuído para a perda do seu mandato, por meio de suposto acordo com os vereadores de oposição para levar adiante o processo que culminou com o seu impeachment.

Ao espalhar pelo município a notícia de que seu retorno ao cargo é iminente, Jimmy tentaria manobra para desestimular as alianças e acordos que vão garantir a governabilidade do município pelo seu sucessor e agora desafeto Enoch Lima. "A maior parte da população já percebeu que a minha saída representou quebra na continuidade da boa gestão que estávamos realizando e quer o nosso retorno", diz o prefeito cassado.

Nada menos que três prefeitos passaram pelo cargo desde o afastamento de Jimmy, cassado pela Câmara de Vereadores em 22 de novembro do ano passado. Além do vice Enoch Vinicius Campos de Lima (PDT), que assumiu o cargo e também foi afastado por medida judicial, o município de Jaíba esteve sob o comando provisório do presidente da Câmara, vereador Júnior Leonir Magalhães Freitas, o Júnior da Maqtel (PSDB). 

Ainda fora do poder, o ex-prefeito Jimmy Murça recorreu ao mesmo TJMG, onde o desembargador-relator do caso, Edgard Penna Amorim, determinou o seu retorno ao cargo de prefeito de Jaíba, após 8ª turma daquela corte anular a sessão extraordinária que votou o relatório do seu impeachment. Jimmy Murça, que chegou a ser detido pela Polícia Federal, há um mês, durante a "Operação Agosto", não conseguiu retomar a cadeira de prefeito por que tem contra si sentença expedida pela então titular da Comarca de Manga, a juíza Roberta Alcântara. 

Na esteira da "Operação Agosto", o próprio Jimmy e o então prefeito em exercício, o vice Enoch Lima, foram afastados de suas funções em caráter cautelar pelo prazo de 180 dias. Após recorrer ao judiciário, o vice Enoch Lima conseguiu reverter os efeitos da medida cautelar que determinou o seu afastamento e voltou a assumir a cadeira de prefeito na véspera do Natal.

Jimmy nega aliança com os irmãos Araújo

Fonte: http://www.luisclaudioguedes.com.br/


Natal Sem Fome em Jaíba distribuiu 230 Cestas Básicas 

Data: 21/12/2013 

A Campanha Natal Sem Fome 2013 distribuiu mais de 230 cestas básicas 
e 350 brinquedos na manhã de Sabádo 21/12. A organização 
foi minha (Pr. Enéas e Irmã Suely Gomes), participaram Abanorte, 
APAE,Casa da Sopa, Loja Maçônica Acácias do Rio Verde, Secretaria de 
Promoção Social, Grupo GG, Igreja Católica e suas Pastorais, 
empresários e produtores locais.

 

                      

                          


A Campanha Natal Sem Fome 2013 distribuiu mais de 230 cestas básicas 
e 350 brinquedos na manhã de Sabádo 21/12. A organização 
foi minha (Pr. Enéas e Irmã Suely Gomes), participaram Abanorte, 
APAE,Casa da Sopa, Loja Maçônica Acácias do Rio Verde, Secretaria de 
Promoção Social, Grupo GG, Igreja Católica e suas Pastorais, 
empresários e produtores locais.

 

                      

                          


Ponte do anel rodoviário em Jaíba já tem pilares concretados 

Data: 17/10/2013 

O vice-governador Alberto Pinto Coelho autorizou, no final do mês passado, ordem de início das obras do trecho de 5,68 quilômetros do Contorno de Jaíba, na rodovia MG-401, e construção de ponte sobre o Rio Verde Grande, obras incluídas no Caminhos de Minas,. O investimento total é de R$ 17 milhões. Com as intervenções, será reduzido o tráfego pesado de veículos dentro da cidade, possibilitando a criação de eixos locais de desenvolvimento econômico, integrando áreas residenciais, comerciais e industriais, e proporcionando acesso mais seguro.
“Os recursos e programas do governo de Minas são, efetivamente, canalizados para seus municípios em todas as áreas da atividade pública como saúde, educação e infraestrutura. A construção do rodoanel e da nova ponte vai facilitar o escoamento do que é produzido no Jaíba, além de retirar da cidade o tráfego intenso. O programa Caminhos de Minas é uma solução de trânsito, que gera desenvolvimento para a cidade e qualidade de vida para a população", destacou o vice-governador.
O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, afirmou que o Caminhos de Minas reflete diretamente na economia e desenvolvimento dos municípios, possibilitando maior integração ao encurtar distâncias e diminuir custos de transporte, com reflexo direto no desempenho da economia mineira.
“A redução no tempo de deslocamento de pessoas, bens e cargas é também fator determinante para a melhoria da qualidade de vida dos moradores das regiões beneficiadas, dos que visitam o Estado ou daqueles que precisam utilizar a infraestrutura rodoviária mineira”, explicou Melles.
O Caminhos de Minas impulsiona, ainda, a comunicação nas diversas regiões do Estado e entre uma e outra, além de desviar tráfego das rodovias troncais, o que fará com que aqueles que trafegarem por todas as rodovias mineiras façam com mais segurança, tranquilidade e rapidez.
Alberto Pinto Coelho assinou também ordem de serviço autorizando a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) a dar início imediato às obras de saneamento básico na cidade de Jaíba. Os investimentos da ordem de R$ 334 mil integram o programa Água da Gente – maior programa de água e esgoto da história de Minas Gerais.

 

O Caminhos de Minas, lançado em 2010, tem como objetivo ampliar e melhorar a infraestrutura logística dos municípios e regiões. É o maior programa rodoviário da história de Minas Gerais, envolvendo obras em aproximadamente 7,8 mi Km de rodovias, distribuídos por 242 trechos, beneficiando diretamente 306 municípios e 7,3 milhões de mineiros.

O vice-governador Alberto Pinto Coelho autorizou, no final do mês passado, ordem de início das obras do trecho de 5,68 quilômetros do Contorno de Jaíba, na rodovia MG-401, e construção de ponte sobre o Rio Verde Grande, obras incluídas no Caminhos de Minas,. O investimento total é de R$ 17 milhões. Com as intervenções, será reduzido o tráfego pesado de veículos dentro da cidade, possibilitando a criação de eixos locais de desenvolvimento econômico, integrando áreas residenciais, comerciais e industriais, e proporcionando acesso mais seguro.
“Os recursos e programas do governo de Minas são, efetivamente, canalizados para seus municípios em todas as áreas da atividade pública como saúde, educação e infraestrutura. A construção do rodoanel e da nova ponte vai facilitar o escoamento do que é produzido no Jaíba, além de retirar da cidade o tráfego intenso. O programa Caminhos de Minas é uma solução de trânsito, que gera desenvolvimento para a cidade e qualidade de vida para a população", destacou o vice-governador.
O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, afirmou que o Caminhos de Minas reflete diretamente na economia e desenvolvimento dos municípios, possibilitando maior integração ao encurtar distâncias e diminuir custos de transporte, com reflexo direto no desempenho da economia mineira.
“A redução no tempo de deslocamento de pessoas, bens e cargas é também fator determinante para a melhoria da qualidade de vida dos moradores das regiões beneficiadas, dos que visitam o Estado ou daqueles que precisam utilizar a infraestrutura rodoviária mineira”, explicou Melles.
O Caminhos de Minas impulsiona, ainda, a comunicação nas diversas regiões do Estado e entre uma e outra, além de desviar tráfego das rodovias troncais, o que fará com que aqueles que trafegarem por todas as rodovias mineiras façam com mais segurança, tranquilidade e rapidez.
Alberto Pinto Coelho assinou também ordem de serviço autorizando a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) a dar início imediato às obras de saneamento básico na cidade de Jaíba. Os investimentos da ordem de R$ 334 mil integram o programa Água da Gente – maior programa de água e esgoto da história de Minas Gerais.

 

O Caminhos de Minas, lançado em 2010, tem como objetivo ampliar e melhorar a infraestrutura logística dos municípios e regiões. É o maior programa rodoviário da história de Minas Gerais, envolvendo obras em aproximadamente 7,8 mi Km de rodovias, distribuídos por 242 trechos, beneficiando diretamente 306 municípios e 7,3 milhões de mineiros.

AVIAÇÃO CIVIL LICITA OBRAS DO AEROPORTO DE JAÍBA 

Data: 17/10/2013 

JAÍBA – O governo espera concluir até dezembro as licitações para reformar 50 aeroportos que integram o Plano de Aviação Regional, inclusive o aeroporto de Jaíba, aqui na região da Serra Geral de Minas. A expectativa de prazo foi divulgada ontem, terça-feira, dia 15 de outubro, pela Secretaria de Aviação Civil (SAC).
Anunciado em 2012, o plano quer incentivar o tráfego aéreo no interior do país, com a modernização de terminais aeroportuários em cidades com rotas comerciais viáveis. As cidades de Minas que receberão aeroportos são: Caxambu, Ituiutaba, Jaiba, Pirapora, Ponte Nova e Teófilo Otoni.A licitação será a partir da segunda quinzena de novembro e a conclusão de toda a licitação dos 50 primeiros terminais deverá ser até dezembro. Segundo a Secretaria de Aviação Civil, as obras devem começar em fevereiro de 2014 e a conclusão varia conforme o aeroporto.O principal critério para definir os aeroportos foi a existência de pistas asfaltadas. Esses 50 primeiros aeródromos dependem exclusivamente de terminais de passageiros (salas de espera, áreas de inspeção de segurança, banheiros, lanchonetes) para que possam operar plenamente. Outro fator é o potencial interesse das empresas aéreas. (Fonte: SAC)


JAÍBA – O governo espera concluir até dezembro as licitações para reformar 50 aeroportos que integram o Plano de Aviação Regional, inclusive o aeroporto de Jaíba, aqui na região da Serra Geral de Minas. A expectativa de prazo foi divulgada ontem, terça-feira, dia 15 de outubro, pela Secretaria de Aviação Civil (SAC).
Anunciado em 2012, o plano quer incentivar o tráfego aéreo no interior do país, com a modernização de terminais aeroportuários em cidades com rotas comerciais viáveis. As cidades de Minas que receberão aeroportos são: Caxambu, Ituiutaba, Jaiba, Pirapora, Ponte Nova e Teófilo Otoni.A licitação será a partir da segunda quinzena de novembro e a conclusão de toda a licitação dos 50 primeiros terminais deverá ser até dezembro. Segundo a Secretaria de Aviação Civil, as obras devem começar em fevereiro de 2014 e a conclusão varia conforme o aeroporto.O principal critério para definir os aeroportos foi a existência de pistas asfaltadas. Esses 50 primeiros aeródromos dependem exclusivamente de terminais de passageiros (salas de espera, áreas de inspeção de segurança, banheiros, lanchonetes) para que possam operar plenamente. Outro fator é o potencial interesse das empresas aéreas. (Fonte: SAC)


ENTENDIMENTOS PARA EXPANSÃO DO JAÍBA 

Data: 27/08/2013 

Após audiência em Brasília, Sedvan, Semad, Ibama, Codevasf e MI participam

O Governo de Minas e o Ministério da Integração Nacional (MI) intensificam os entendimentos e buscam alinhar estratégias técnicas sobre as questões relacionadas à continuidade da implantação e aumento da produção do Projeto Jaíba, que mostra área irrigável total de 66 mil hectares, no Norte de Minas. No perímetro do maior projeto de cultivo irrigado da América Latina, destaca-se especialmente a produção de frutas.
 
Para tratar do assunto, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, recebeu em audiência nesta terça-feira (13), em Brasília, o secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira (Sedvan), o presidente do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Volney Zanardi Júnior, o diretor de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), Guilherme Almeida de Oliveira, o presidente da Fundação Rural Mineira (Ruralminas), Luiz Afonso Vaz de Oliveira, entre outros representantes de órgãos, como a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), que buscam ajustes para questões jurídicas e ambientais relacionadas ao desenvolvimento do Jaíba III e IV.
 
Decreto
 
No dia 9 de julho de 2013, foi publicado decreto (Numeração Especial 395) do governador Antonio Anastasia que altera decreto de 21 de setembro de 2009 e declara de utilidade pública e interesse social, para fins de uso sustentável, as obras, a infraestrutura e as atividades integrantes do Projeto de Irrigação Jaíba, em suas Etapas I a IV.
 
“A proposta é retirar área de 21 mil hectares do contexto abrangido pela atual legislação (Mata Seca), com o objetivo de viabilizar a expansão do Jaíba. O ministro Fernando Bezerra, ressalvando o equilíbrio que preserve os valores de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, apoia o Governo do Estado nesse objetivo”, explicou o secretário da Sedvan, Gil Pereira.
 
De acordo com estimativas, a expansão prevista poderá gerar 30 mil novos empregos diretos e indiretos na região: “Vamos buscar agora soluções técnicas e jurídicas no âmbito federal”, disse ele. Para dar prosseguimento às tratativas, encontro técnico será realizada nesta quinta-feira (15), em Brasília, com participação do secretário Gil Pereira e de representantes do Ministério da Integração, da Semad, da Codevasf e do Ibama.

Fonte: http://www.geraisnews.com.br


Após audiência em Brasília, Sedvan, Semad, Ibama, Codevasf e MI participam

O Governo de Minas e o Ministério da Integração Nacional (MI) intensificam os entendimentos e buscam alinhar estratégias técnicas sobre as questões relacionadas à continuidade da implantação e aumento da produção do Projeto Jaíba, que mostra área irrigável total de 66 mil hectares, no Norte de Minas. No perímetro do maior projeto de cultivo irrigado da América Latina, destaca-se especialmente a produção de frutas.
 
Para tratar do assunto, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, recebeu em audiência nesta terça-feira (13), em Brasília, o secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira (Sedvan), o presidente do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Volney Zanardi Júnior, o diretor de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), Guilherme Almeida de Oliveira, o presidente da Fundação Rural Mineira (Ruralminas), Luiz Afonso Vaz de Oliveira, entre outros representantes de órgãos, como a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), que buscam ajustes para questões jurídicas e ambientais relacionadas ao desenvolvimento do Jaíba III e IV.
 
Decreto
 
No dia 9 de julho de 2013, foi publicado decreto (Numeração Especial 395) do governador Antonio Anastasia que altera decreto de 21 de setembro de 2009 e declara de utilidade pública e interesse social, para fins de uso sustentável, as obras, a infraestrutura e as atividades integrantes do Projeto de Irrigação Jaíba, em suas Etapas I a IV.
 
“A proposta é retirar área de 21 mil hectares do contexto abrangido pela atual legislação (Mata Seca), com o objetivo de viabilizar a expansão do Jaíba. O ministro Fernando Bezerra, ressalvando o equilíbrio que preserve os valores de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, apoia o Governo do Estado nesse objetivo”, explicou o secretário da Sedvan, Gil Pereira.
 
De acordo com estimativas, a expansão prevista poderá gerar 30 mil novos empregos diretos e indiretos na região: “Vamos buscar agora soluções técnicas e jurídicas no âmbito federal”, disse ele. Para dar prosseguimento às tratativas, encontro técnico será realizada nesta quinta-feira (15), em Brasília, com participação do secretário Gil Pereira e de representantes do Ministério da Integração, da Semad, da Codevasf e do Ibama.

Fonte: http://www.geraisnews.com.br



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Copyright 2006 © 2012

Todos os direitos autorais reservados

www.norteclick.com.br

Você Se Vê Aqui!

Acesso Restrito


Webmail
Painel de Controle

Contato

+55 (38) 9119-9119 

SITE DESENVOLVIDO POR Agencia W3, SOLUÇÕES PARA INTERNET